Naufrágio do ferry Sewol faz um ano

Naufrágio do ferry Sewol faz um ano
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Familiares das 309 vítimas do naufrágio do ferry Sewol, em abril de 2014, na Coreia do Sul, organizaram uma cerimónia no lugar do acidente. Na

PUBLICIDADE

Familiares das 309 vítimas do naufrágio do ferry Sewol, em abril de 2014, na Coreia do Sul, organizaram uma cerimónia no lugar do acidente.

Na véspera do primeiro aniversário da tragédia, centenas de pessoas trouxeram flores que deitaram ao mar, perto da ilha de Jindo.

“Isto faz-me imaginar o momento em que o meu filho morreu sem ter tempo de gritar. Ainda é difícil para mim entender o que os nossos filhos viveram e porque tiveram de passar por isso”. “Eu sinto que estou endoidecer. Sinto falta da minha filha. Não sei o que poderei dizer mais. Sinto muito a falta dela, tanto que me parte o coração.”

O ferry afundou com 476 pessoas a bordo, incluindo 325 alunos de uma escola, dos quais 250 morreram.

As investigações revelaram uma combinação de fatores, desde a sobrecarga do navio até à incompetência da tripulação cujos membros foram julgados e condenados. O capitão, Lee Joon-Seok foi condenado a 36 anos de prisão em primeira instância.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mãe de Alexei Navalny pede à justiça entrega do corpo

Russos continuam a homenagear Navalny apesar do risco de detenção. Mais de 400 já foram presos

Quem era Alexei Navalny? E como é que ele se tornou o mais feroz opositor de Putin?