EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Chipre norte: "Há um vento de mudança representado por Akinci"

Chipre norte: "Há um vento de mudança representado por Akinci"
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A comunidade internacional continua com os olhos postos no norte de Chipre, depois das eleições presidenciais de domingo não terem sido resolvidas à

PUBLICIDADE

A comunidade internacional continua com os olhos postos no norte de Chipre, depois das eleições presidenciais de domingo não terem sido resolvidas à primeira volta.

No território, reconhecido apenas pela Turquia, a segunda volta do sufrágio, no próximo domingo, deverá decidir também o futuro das negociações sobre a reunificação da ilha.

Como afirma um analista político, tudo depende do campo vitorioso na luta entre os dois rivais, o conservador Dervis Eroglu e o moderado Mustafa Akinci.

“Este território é o segundo no mundo em termos de nepotismo, o desemprego é crónico e é por razões como estas que as pessoas estão fartas da situação atual. Há um vento de mudança representado por Akinci, que representa também a esperança de uma solução”, afirma Okan Şafaklı da Universidade Europeia de Lefke.

Uma solução também para as negociações sobre a reunificação da ilha, suspensas desde outubro do ano passado, e quando apenas os moderados parecem abertos ao diálogo.

“Se esta ilha não se tornar uma ilha de paz para as duas comunidades, será impossível avançar de forma a regressarmos à comunidade internacional com um futuro duradouro. Os dois lados tinham já reconhecido numa declaração que o estado atual da situação é insustentável”, sublinha Okan Şafaklı.

Ao contrário dos conservadores que defendem um referendo sobre a reunificação, o candidato moderado é partidário de uma reabertura do diálogo com o executivo cipriota grego.

Independentemente do resultado do sufrágio, o enviado da ONU para o território mostra-se otimista ao prever o reinício das discussões já no próximo mês.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente do Chipre quer que corredor naval humanitário de Gaza "seja um modelo"

Altos funcionários de mais de 30 países reunidos em Chipre para discutir ajuda humanitária a Gaza

Violência e vandalismo contra imigrantes no Chipre