Última hora
This content is not available in your region

Governo grego sob crescente pressão

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Governo grego sob crescente pressão
Tamanho do texto Aa Aa

O governo grego está sob crescente pressão em casa e no exterior.

Em Atenas, dezenas de funcionários das finanças protestaram esta quinta-feira contra as condições salariais.

Reunidos diante do ministério das Finanças, os funcionários recém-contratados queixam-se de que os salários que recebem são inferiores aos dos restantes funcionários.

A Grécia prepara-se para discutir um projeto de lei sobre reformas que abra caminho ao desbloqueio de fundos de resgate urgentemente necessários.

O prazo para o reembolso da próxima tranche da dívida grega ao Fundo Monetário Internacional (FMI) – 750 milhões de euros – vence a 12 de maio.

Atenas tem também que encontrar dinheiro para pagar as pensões de reforma e os salários da função pública.

Uma sondagem recente revela que mais de três quartos da população grega considera essencial chegar a um acordo com os credores europeus e o Fundo Monetário Internacional (FMI), para evitar a falência da Grécia e para que o país permaneça na zona euro.

O ministro das Finanças, Yanis Varoufakis, encontra-se numa posição cada vez menos confortável.

Na terça-feira à noite, foi alvo de um ataque de anarquistas num restaurante numa zona de Atenas considerada bastião de activistas de extrema-esquerda.