A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Protesto na véspera da abertura da Expo 2015 em Milão

Protesto na véspera da abertura da Expo 2015 em Milão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um novo protesto, a um dia da abertura das portas da “Exposição Universal de Milão”. Grupos de estudantes juntaram-se para denunciar o sistema de voluntariado imposto pelos organizadores e os vários escândalos de corrupção que rodearam a Expo 2015 na cidade italiana e que custaram nomeadamente o cargo ao anterior ministro das Infraestruturas.

Inquietas face à possibilidade de incidentes durante a cerimónia de abertura, liderada amanhã pelo primeiro-ministro Matteo Renzi, as autoridades efetuaram buscas nos locais de reunião conhecidos de grupos de extrema-esquerda e anarquistas em Milão.

A exposição – que reúne pavilhões de 140 países – espera acolher, até outubro, 20 milhões de visitantes.

Mas os sucessivos atrasos fazem com que muitos se perguntem se tudo estará a postos para a inauguração desta sexta-feira. O que é certo é que está prevista uma mega manifestação.