EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Morreu Ben E. King, a voz eterna de "Stand By Me"

Morreu Ben E. King, a voz eterna de "Stand By Me"
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Nasceu como Benjamin Earl Nelson, em Henderson, na Carolina do Norte, Estados Unidos, a 28 de setembro de 1938. Aos nove anos mudou-se para Harlem

PUBLICIDADE

Nasceu como Benjamin Earl Nelson, em Henderson, na Carolina do Norte, Estados Unidos, a 28 de setembro de 1938. Aos nove anos mudou-se para Harlem, em Nova Iorque. Em 1958, entrou para o grupo The Five Crowns e pouso depois, quase como se fosse um futebolista, transferiu-se para os The Drifters e ajudou a escrever “There Goes my Baby.”

Em 1960, já como Ben E. King e famoso pelo contagiante sorriso e carismático bigode, lançou-se a solo. “Spanish Harlem”, que coescreveu com Phil Spector e Jerry Leiber, foi o tema que o catapultou para o sucesso em nome próprio.

Foi com “Stand by Me”, contudo, que Ben E. King inscreveu o nome na história da música. Ainda assim, fora dos Estados Unidos, muitos são os que não o conhecem pelo nome, apenas pela voz e, em particular, pelo tema que viria a ser regravado a meio da década de 70 pelo então já ex-Beatle John Lennon. Em 1986, o tema deu nome e entrou na banda sonora do filme de Rob Reiner, com River Phoenix e Corey Feldman, que em português recebeu o título “Conta Comigo.”

Esta sexta-feira, o agente de Ben E. King confirmou à imprensa a morte do músico, revelando que ter ocorrido na quinta-feira, por causas naturais. As informações sobre o funeral, acrescentou Phil Brown, serão reveladas nos próximos dias. Ben E. King tinha 76 anos, deixa mulher, Betty, três filhos e seis netos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão

EUA: estudantes universitários são presos por protestos pró-palestinos

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"