EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Força conjunta árabe debatida no Cairo

Força conjunta árabe debatida no Cairo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O segundo dia da reunião de chefes das forças armadas dos países árabes – na sede da Liga Árabe, no Cairo – ficou marcado pelos esforços para

PUBLICIDADE

O segundo dia da reunião de chefes das forças armadas dos países árabes – na sede da Liga Árabe, no Cairo – ficou marcado pelos esforços para constituir uma força conjunta para enfrentar os desafios e ameaças regionais.

Morad Fathi, perito militar, explica que “a força conjunta árabe é o reflexo da vontade de alguns Estados para preservar a segurança nacional e para combater os grupos terroristas. E também será possível usá-la para assistir face a catástrofes naturais”.

Segundo a imprensa egípcia, a força deve estar constituída até 29 de julho, mas a falta de acordo com o Catar acerca da forma como será organizada poderá atrasar o processo.

O correspondente da euronews, Mohammed Shaikhibrahim, diz que “a criação desta força é imperativa para lutar contra o extremismo e o terrorismo que se espalham pelo mundo árabe. No entanto, o mecanismo de aplicação encontra grandes dificuldades, nomeadamente devido às divergências políticas entre regimes árabes”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeiro contingente de tropas da Alemanha chega a Vilnius para reforçar flanco leste da NATO

Porta-voz do exército israelita: "Pode haver um cessar-fogo hoje ou daqui a um ano".

Conversações para cessar-fogo retomam no Cairo, Hamas denuncia 400 mortos no hospital al-Shifa