This content is not available in your region

EUA reconhecem piratagem de dados de 4 milhões de funcionários

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com Reuters / AFP
euronews_icons_loading
EUA reconhecem piratagem de dados de 4 milhões de funcionários

O governo norte-americano reconheceu ter sido alvo de um “ciberataque” que comprometeu os dados pessoais de quatro milhões de funcionários públicos.

A piratagem informática foi detetada em abril pelo Gabinete de Gestão de Pessoal dos Estados Unidos, agência que se ocupa dos recursos humanos da administração norte-americana.

O FBI indicou, num breve comunicado, estar a investigar o caso. Segundo o jornal Washington Post, a intrusão foi perpetrada por piratas informáticos chineses. O embaixador da China em Washington disse à agência Reuters que “fazer acusações hipotéticas é irresponsável e contraprodutivo”.

O Gabinete de Gestão de Pessoal dos Estados Unidos já foi visado, no ano passado, por “hackers” chineses.