Papa Francisco: Novo capítulo na guerra à pedofilia

Papa Francisco: Novo capítulo na guerra à pedofilia
De  Ricardo Figueira com REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bispos que tenham protegido pedófilos vão ser julgados por um departamento próprio

PUBLICIDADE

Os bispos que protegeram padres pedófilos vão ter de prestar contas à justiça do Vaticano e vão ser julgados por um departamento agora criado pelo Papa Francisco. É uma medida a juntar a outras, que Francisco tomou no passado, para combater a pedofilia.

Este departamento vai estar sob alçada da Congregação para a Doutrina da Fé. O Papa cede assim aos muitos pedidos de grupos de vítimas para que o Vaticano faça justiça sobre o assunto.

“A novidade é que há agora um procedimento específico para estas questões, que podem ter a ver com abusos de poder por parte de bispos e que antes não estava em funcionamento”, diz o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

Com esta medida, o Papa aceitou as propostas de uma comissão que criou para o aconselhar sobre os casos de alegado abuso de menores por parte de membros da Igreja. Esta comissão é constituída por 17 pessoas de vários pontos do mundo, incluindo padres e leigos, entre os quais oito mulheres. Em fevereiro, o Papa ordenou aos bispos que colaborassem na luta contra os abusos.

Catholic Church child abuse cover-ups: Vatican justice is no justice at all https://t.co/ytARznFotb#PopeFrancispic.twitter.com/EdaW76j6Ev

— Secularism UK (@NatSecSoc) June 10, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa Francisco condena "ataque terrorista vil" em Moscovo

Mulheres que dizem ter sido abusadas por um jesuíta outrora famoso exigem transparência ao Vaticano

Já há árvore de Natal na Praça de São Pedro, no Vaticano