EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ucrânia: Kiev acusa separatistas de atacarem posições do Exército

Ucrânia: Kiev acusa separatistas de atacarem posições do Exército
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Kiev acusou os separatistas pró-russos de atacarem quarenta posições do Exército ucraniano no Leste do país. Os combates, cada vez mais recurrentes

PUBLICIDADE

Kiev acusou os separatistas pró-russos de atacarem quarenta posições do Exército ucraniano no Leste do país.

Os combates, cada vez mais recurrentes, e os movimentos de armamento pesado são sinais de que o cessar-fogo está a falhar e fazem temer que a região volte a mergulhar numa guerra aberta.

Nos arredores do bastião rebelde de Donetsk, um combatente separatista diz que “se não fosse pelos acordos de Minsk”, já estariam em Kiev, mas, “com as armas acorrentadas”, continuam em Donetsk.

As violações da trégua decretada em fevereiro são praticamente quotidianas e os civis continuam a ser vítimas colaterais.

Depois de ver a casa destruída, também nos arredores de Donetsk, um residente diz que “já não há onde se esconder. [A população] está farta de toda esta confusão, que dura há mais de um ano. [Os combates] destroem tudo, os tiros continuam, dia e noite, e não há qualquer razão para se sentir feliz com a vida”.

O bastião separatista tem assistido aos mais violentos combates dos últimos meses.

O confronto entre as forças governamentais e os rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia fez mais de 6400 mortos, desde abril do ano passado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden insiste em candidatar-se apesar de confundir Zelenskyy com Putin

Tribunal russo ordena prisão da viúva de Alexei Navalny

Secretário-geral da NATO promete reforço do apoio à Ucrânia na véspera da cimeira em Washington