This content is not available in your region

Autoridade Palestiniana apresenta documentos contra Israel no TPI

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com AFP
Autoridade Palestiniana apresenta documentos contra Israel no TPI

O chefe da diplomacia palestiniana, Ryad al-Maliki, submeteu ao Tribunal Penal Internacional vários documentos com o intuito de obter a abertura de um inquérito contra Israel, por eventuais crimes de guerra.

É a primeira vez que a Autoridade Palestiniana recorre à instância de Haia, desde que se tornou membro do TPI, em abril.

O porta-voz do ministério israelita dos Negócios Estrangeiros classificou a iniciativa de “provocação”. Emmanuel Nahshon considera que “é uma manipulação e uma tentativa de politizar o trabalho do TPI, apresentando documentos que não têm nada a ver com o trabalho judicial do tribunal”.

Os documentos apresentados pela Autoridade Palestiniana dizem respeito a dois casos distintos.

O primeiro é a guerra do Verão passado na Faixa de Gaza, que resultou na morte de 2200 palestinianos, na maioria civis, e 73 israelitas, sobretudo soldados.

O segundo centra-se na colonização israelita na Cisjordânia.