EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Netanyahu diz que acordo com Irão vai financiar o terrorismo

Netanyahu diz que acordo com Irão vai financiar o terrorismo
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Israel volta a ser a voz mais crítica quanto ao acordo sobre o nuclear iraniano.

PUBLICIDADE

Se o acordo sobre o programa nuclear do Irão semeou entusiasmo na Europa e nos Estados Unidos, esse sentimento não é unânime. Se há local onde o acordo é visto com muita desconfiança, é Israel.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu acredita que o Irão é agora uma ameaça muito maior.

“O mundo está agora muito mais perigoso do que estava ontem. Este acordo dá ao Irão todos os incentivos para não mudar. Na próxima década, o acordo vai dar ao Irão e ao regime terrorista de Teerão centenas de milhares de milhões de dólares. Todo este maná financeiro vai alimentar o terrorismo em todo o mundo, a agressão na região e os esforços para destruir Israel, que continuam”, disse o chefe do governo israelita.

Nas ruas de Jerusalém, a opinião não é diferente: “Não estou convencida por este acordo. Parece que impede o Irão de ter uma bomba nuclear, mas é preciso experimentar para ver”, diz uma residente da cidade. Outra mulher parece mais receosa: “Agora que o Irão vai ter todo este dinheiro, vai poder financiar o terrorismo ainda mais. Tudo piorou, há muita gente que vai morrer. É horrível.”

Desde que as negociações começaram, Netanyahu tem sido o mais feroz adversário de um acordo que permita ao Irão continuar a desenvolver o programa nuclear.

The Iran deal is a stunning historic mistake! Agree? Retweet this video of my statement. The world needs to know. https://t.co/Dkl5u3q9P5

— בנימין נתניהו (@netanyahu) July 14, 2015

In Vienna, world powers concede more and more to Iran. In Tehran, demonstrators burn American & Israeli flags. pic.twitter.com/4pQRvQmfwL

— בנימין נתניהו (@netanyahu) July 11, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kremlin anuncia exercícios com armas nucleares táticas após "comentários provocatórios" do ocidente

Centrais nucleares iranianas não foram danificadas após alegado ataque israelita

Um morto e doze feridos em ataque russo a Poltava na Ucrânia