Franceses acusam vizinhos de concorrência desleal

Franceses acusam vizinhos de concorrência desleal
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cerca de 15.000 agricultores mobilizaram-se para bloquear as estradas e procederem a operações curtas na região de Rhone Alpe. O protesto está longe

PUBLICIDADE

Cerca de 15.000 agricultores mobilizaram-se para bloquear as estradas e procederem a operações curtas na região de Rhone Alpe.

O protesto está longe de ter chegado ao fim apesar do contacto entre o presidente do Sindicato dos Agricultores e o Presidente da República, François Hollande.

Xavier Beulin esteve em Lyon para conversar com os agricultores e pedir-lhes para que levantem os bloqueios.

Xavier Beulin aponta o problema da regulamentação francês / europeu, e de dumping entre os estados da UE como uma das causas para esta crise: “Temos custos de produção que são mais elevados que a maioria dos nossos vizinhos europeus, por isso o problema não é somente a nível da produção é de toda a cadeia alimentar, os matadouros, as fábricas de transformação, muitas vezes há cinco ou 6 € diferença salarial. Por outro lado, temos regulamentos restrições mais do que os regulamentos europeus e, portanto, somos penalizandos. Foi o que vimos há um ano, com o embargo russo, havia algum dos nossos vizinhos que enviram mercadoria para o território nacional para se libertarem da sua própria produção. Se essa é a Europa, não se pode trabalhar assim! “

Diante da mobilização dos agricultores e do colapso desde o fim das quotas de produção europeias a 01 de abril, a tensão aumenta e afeta um vasto número de produtores.

Os homólogos europeus afetados pela crise dos preços reunem-se em Conselho Europeu de Ministros da Agricultura, em setembro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Agricultores franceses mantêm protestos apesar de novas medidas do governo

Praias de desembarque do Dia D podem ser consideradas Património Mundial da UNESCO

Macron anuncia apoio de três mil milhões de euros à Ucrânia durante visita de Zelenskyy a Paris