EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

FIFA: Chung Mong-joon na corrida ao lugar de Blatter e "atacar" Michel Platini

FIFA: Chung Mong-joon na corrida ao lugar de Blatter e "atacar" Michel Platini
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com LUSA, DIARIO AS
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Chung Mong-joon é o mais recente candidato à presidência da FIFA, cujas eleições para a sucessão de Sepp Blatter estão marcadas para 26 de fevereiro

PUBLICIDADE

Chung Mong-joon é o mais recente candidato à presidência da FIFA, cujas eleições para a sucessão de Sepp Blatter estão marcadas para 26 de fevereiro. Confirmando rumores que circulavam desde inícios de junho, o sul-coreano juntou-se de viva voz ao brasileiro Zico, ao liberiano Musa Bility e ao francês Michel Platini na lista dos candidatos assumidos à cadeira do poder do futebol mundial.

BREAKING | Chung Mong-joon is announcing his candidacy in the coming FIFA presidential election. pic.twitter.com/qPKn5USGjA

— Korea Football News (@KORFootballNews) 3 junho 2015

Durante o anúncio de candidatura, o antigo vice-presidente do organismo e atual acionista maioritário da Hyundai deixou duras críticas a Blatter, a quem apelidou de “canibal corrupto”, mas também ao atual presidente da UEFA.

“(Michel Platini) é uma boa pessoa. Gosto muito dele, mas se me perguntarem se esta é uma boa altura para ele se tornar presidente da FIFA, logo a seguir ao presidente Blatter, para mim, isto não são boas notícias para a FIFA. Nem penso que seja bom também para o Michel”, defendeu Chun Mong-joon.

O sul-coreano disse esperar “conseguir realizar” o programa a que se propõe nos próximos quatro anos e “fazer da FIFA uma verdadeira ONG (Organização Não Governamental) desportiva, aberta, transparente, moral e ética.”

Última hora: Michel Platini, Presidente da UEFA, candidata-se à presidência da FIFA. Mais em http://t.co/gmqh47tT3Hhttps://t.co/kqWs1FN5Sa

— UEFA.com português (@UEFAcom_pt) 29 julho 2015

Platini continua, ainda assim, como o mais mediático e o favorito à sucessão de Blatter. Mas o antigo jogador francês pode vir a ter outro concorrente de peso, pelo menos no que toca a mediatismo: Diego Maradona.

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)0; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));> Lo dije hace 20 años…L'ho detto 20 anni fa…I said it 20 years ago…#Blatter #FIFA

Posted by Diego Maradona on Segunda-feira, 20 de Julho de 2015

“El Pibe” reafirmou esta semana, num vídeo publicado pelo próprio nas redes sociais, o desejo de apresentar uma lista nas eleições para a presidência da FIFA e, numa entrevista ao canal de televisão AmericaTV, terá sido um pouco mais concreto: “Há jogadores que me apoiam. Tenho de lutar contra as pessoas que andam há muito tempo a roubar a FIFA. Roubam de luva branca. Vou avançar para a FIFA, de verdade. Tenho de lutar contra a mafia”, afirmou Maradona.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Super League contra UEFA: o que se segue?

Fim da greve na liga feminina de futebol em Espanha

Estados Unidos eliminados pela Suécia nos "oitavos" de final do Mundial Feminino de Futebol