This content is not available in your region

Abandonadas investigações sobre agressão e coação sexuais de Assange

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Abandonadas investigações sobre agressão e coação sexuais de Assange

As investigações sobre as alegadas agressões sexuais de Julian Assange sobre duas mulheres vão ser abandonadas.

Os procuradores da Suécia tinham até esta quinta-feira para ouvir o suspeito que se encontra há três anos refugiado na embaixada do Equador em Londres. Três alegados casos de agressão e coação sexual deverão ficar inválidos.

De acordo com a lei sueca, não pode ser submetida qualquer acusação sem que o suspeito seja ouvido.

Mas há uma investigação que vai manter-se válida, é a sobre a alegada violação que o fundador do Wikileaks é suspeito. O prazo sobre esse crime apenas expira dentro de 5 anos em 2020.

Julian Assange diz-se inocente e receia que uma vez na Suécia possa ser extraditado para os Estados Unidos para ser julgado sobre as publicações de documentos confidenciais norte-americanos da Wikileaks.