EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Sebastian Coe traz sangue novo à Federação Internacional de Atletismo

Sebastian Coe traz sangue novo à Federação Internacional de Atletismo
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sebastian Coe é o novo presidente da Federação Internacional de Atletismo. O inglês sucede ao senegalês Lamine Diack, que ocupou o cargo nos últimos

PUBLICIDADE

Sebastian Coe é o novo presidente da Federação Internacional de Atletismo. O inglês sucede ao senegalês Lamine Diack, que ocupou o cargo nos últimos dezasseis anos, depois de derrotar nas eleições o ucraniano Sergey Bubka.

Coe tem como prioridade restaurar a imagem do atletismo depois dos recentes escândalos de doping. O inglês promete tolerância zero e a criação de uma comissão independente para lidar com os conflitos e as lacunas na legislação antidoping.

Um desafio que parece bem mais complicado do que sagrar-se bicampeão olímpico nos 1500 metros, proeza que já consta no seu palmarés.

Os sucessos de Sebastian Coe, no entanto, não se limitam à pista de atletismo. Foi o principal impulsionador na candidatura de Londres à organização dos Jogos Olímpicos de 2012.

Um projeto de sucesso e que lhe valeu o cargo de administrador do Comité Olímpico da Grã-Bretanha, que ainda ocupa.

Aos 58 anos, Sebastian Coe prepara-se para mais um enorme desafio na carreira e ideias não lhe faltam, como mudar todo o calendário do atletismo para aproveitar o facto de ser uma das poucas modalidades que pode ser praticada ao longo de todo o ano.

Today I've reaffirmed the key policies that I will implement if elected IAAF President on Wednesday. Read more here: http://t.co/e28cm2sqLH

— Seb Coe (@sebcoe) 17 agosto 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Simona Halep pode regressar à competição

Patinadora russa Kamila Valieva suspensa quatro anos por doping

Campeã olímpica Caster Semenya ganha recurso contra testosterona no atletismo