Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Mundiais de Astana 2015: Erika Miranda repete bronze para o brasil

Mundiais de Astana 2015: Erika Miranda repete bronze para o brasil
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A japonesa Misato Nakamura e o sul-coreano Baul An foram os campeões do segundo dia dos Mundiais de judo, que estão a decorrer em Astana, no Cazaquistão.

Com os portugueses, uma vez mais, longe das medalhas, o Brasil voltou a arrecadar o bronze em – 52kg, de novo por Erika Miranda. A portuguesa Joana Ramos caiu logo à primeira diante de Nakamura. A japonesa, número 18 de mundo, até tinha um “ranking” pior que a portuguesa, atual número 9, mas dois títulos mundiais (2009 e 2011) e uma medalha de bronze olímpica em Pequim 2008 davam-lhe o favoritismo, que se confirmou no “tatami.”

Misato Nakamura foi ganhando até à final e, aí, diante da romena Andreea Chitu, reconquistou o título mundial. Tal como no ano passado, Chitu voltou a ficar-se pela prata.

Medalhas: Ouro: Misato Nakamura (Jap); Prata: Andreea Chitu (Rom); Bronze: Darya Skrypnik (Blr) e Erika Miranda (Bra).

Na final masculina de -66kg, triunfo para o jovem sul-coreano Baul An. O campeão do mundo júnior há dois anos enfrentou no deciso duelo o medalha de bronze dos recentes europeus de Bacu, Mikhail Pulyaev.

Com o português Sergei Olinic a ficar pelo caminho ao terceiro combate, diante do alemão Sebastian Seidl, a final revelou-se equilibrada. O sul-coreano revelou-se, porém, mais frio e eficaz que o russo. Baul An sagrou-se campeão do Mundo com 21 anos. Tal como no ano passado, Pulyaev voltou a ficar-se pela prata.

Medalhas -66kg (masc.) Ouro: Baul an (Cor); Prata: Mikhail Pulyaev (Rus); Bronze: Rishod Sobirov (Uzb) e Golan Pollack (Isr).

Os Mundiais de judo prosseguem esta quarta-feira, em Astana, com a entrada em cena de Telma Monteiro (-57 kg), quatro vezes vice-campeã mundial e uma medalha de bronze, e de André Alves e Jorge Fernandes (-73 kg).