Papa insta Cuba e EUA a continuarem na via da reconciliação

Papa insta Cuba e EUA a continuarem na via da reconciliação
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com EFE / LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As relações entre Havana e Washington marcaram o início da visita do Papa Francisco a Cuba. O líder da Igreja Católica iniciou este sábado a viagem

PUBLICIDADE

As relações entre Havana e Washington marcaram o início da visita do Papa Francisco a Cuba.

O líder da Igreja Católica iniciou este sábado a viagem mais larga do seu pontificado, que o levará aos Estados Unidos depois da etapa cubana.

Depois de ser recebido pelo presidente Raul Castro, o Papa apelou a Cuba e aos Estados Unidos para darem continuidade ao processo de normalização de relações, iniciado com o anúncio histórico feito a 17 de dezembro do ano passado:

“Apelo a todos os líderes políticos para que persistam neste caminho e desenvolvam todas as suas potencialidades, como prova do importante serviço que são chamados a executar, em nome da paz e do bem-estar dos seus povos, de toda a América, e como um exemplo de reconciliação para todo o mundo.”

Da agenda do Papa não faz parte qualquer encontro com representantes da dissidência cubana, mas segundo o porta-voz do Vaticano, poderá abordar o tema com as autoridades do país.

Também de acordo com o Vaticano, o Sumo Pontífice foi recebido nas ruas de Havana por 100.000 cubanos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU vota contra embargo norte-americano a Cuba

Jovens cubanos estarão a ser obrigados a integrar o exército russo na Ucrânia

"Uma verdadeira desgraça e uma aberração"