Última hora
This content is not available in your region

Pobreza, refugiados e ambiente no encontro entre Francisco e Obama

Pobreza, refugiados e ambiente no encontro entre Francisco e Obama
Tamanho do texto Aa Aa

Alguns chegam de limusine, mas foi no Fiat 500 oficial do Vaticano que o Papa Francisco chegou à Casa Branca. Um carro modesto para um discurso que defende os mais fracos.

A misericórdia significa acolhermos, com empatia, os estrangeiros, sejam refugiados que fogem de países em guerra, sejam imigrantes em busca de uma vida melhor.

Nesta primeira visita de Francisco, terceira de um papa, a simbiose com Barack Obama foi perfeita: O meio ambiente, o combate à pobreza e o problema dos refugiados foram os temas abordados pelos dois homens.

“Vossa Santidade lembrou-nos que a maior mensagem de Deus é a misericórdia. Isso significa acolhermos, com empatia, os estrangeiros, sejam refugiados que fogem de países em guerra, sejam imigrantes em busca de uma vida melhor”, disse o presidente norte-americano.

Francisco insistiu na necessidade de ajudar os pobres: “Quero pedir a todos os homens e mulheres desta grande nação que apoiem os esforços da comunidade internacional para proteger os mais fracos de todo o mundo”.

Antes, Francisco tinha passado por Cuba.

Depois da visita à Casa Branca, o Papa desfilou pelas ruas de Washington, onde foi saudado por dezenas de milhares de pessoas.

A visita aos Estados Unidos inclui também passagens por Nova Iorque e Filadélfia.

Apesar da popularidade de Francisco, a comunicação social mais conservadora parece estar contra a visita, como mostra este vídeo, divulgado no Facebook:

How Right-Wing Media Are Welcoming Pope Francis To America

This is how right-wing media welcomed Pope Francis to America:

Posted by Media Matters for America on Terça-feira, 22 de Setembro de 2015
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.