Iémen: Sauditas rejeitam autoria de ataque a hospital da MSF

Iémen: Sauditas rejeitam autoria de ataque a hospital da MSF
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Arábia Saudita rejeitou a autoria do bombardeamento que atingiu esta terça-feira um hospital da organização Médicos Sem Fronteiras no norte do

PUBLICIDADE

A Arábia Saudita rejeitou a autoria do bombardeamento que atingiu esta terça-feira um hospital da organização Médicos Sem Fronteiras no norte do Iémen.

O ataque com dois mísseis, que destruiu a instalação hospital de Haydan, na províncida de Saada, provocou dois feridos, entre o pessoal médico.

A operação, em território controlado pelas milícias hutis, tinha sido atribuído às forças da coligação saudita.

“Estou muito preocupado com a situação no distrito de Heedan, onde vivem 200 mil pessoas. O hospital apoiado pela MSF e que foi destruído, estava a dar resposta às necessidades sanitárias da população. Honestamente não sei como é que as pessoas vão ter agora acesso aos cuidados de saúde”.

A coligação bombardeia todos os alvos à mínima suspeita. O Ministério da Defesa saudita difundiu estas imagens de um ataque a pequenas embarcações perto de Akron Island, 93 quilómetros a oeste de Hodeidah, no que diz ser uma operação de contrabando de armamento.

A Agência Khabar iemenita informou que pelo menos 100 pessoas morreram.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA e Reino Unido atacam alvos Houthi no Iémen depois de um navio ter sido atingido no Mar Vermelho

EUA avisam que não vão parar ataques contra militantes apoiados pelo Irão no Iraque e na Síria

Tripulação apaga incêndio em petroleiro atingido por míssil Houthi ao largo do Iémen