Justiça italiana recusa extradição de suspeito de ataque terrorista na Tunísia

Justiça italiana recusa extradição de suspeito de ataque terrorista na Tunísia
Direitos de autor 
De  Euronews com REUTERS, APTN, ANSA, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A justiça italiana recusou a extradição de um suspeito de envolvimento no ataque ao museu Bardo na Tunísia em março passado. O tribunal alega não

PUBLICIDADE

A justiça italiana recusou a extradição de um suspeito de envolvimento no ataque ao museu Bardo na Tunísia em março passado.

O tribunal alega não poder extraditar o suspeito, um marroquino de 22 anos, caso este possa vir a ser executado. A Tunísia, por sua vez, não forneceu garantias de que o suspeito não enfrentaria a pena de morte.

Em separado, procuradores italianos em Milão apelaram ao fim das investigações sobre o alegado envolvimento do suspeito marroquino, Abdelmajid Touil, afirmando não existirem provas suficientes para o incriminar.

Um funcionário governamental da Tunísia afirma que Touil forneceu armas aos extremistas antes do ataque tendo de seguida embarcado rumo a Itália.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crise de migrantes motiva nova viagem da "team Europa" à Tunísia

Países do G7 ponderam utilizar ativos russos congelados para financiar a Ucrânia

Mil italianos assinam manifesto para que Draghi seja presidente da Comissão Europeia