Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Ex-Birmânia: Partido de Aung San Suu Kyi recolhe mais de 70% dos votos

Ex-Birmânia: Partido de Aung San Suu Kyi recolhe mais de 70% dos votos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O partido de Aung San Suu Kyi sai vitorioso das eleições legislativas deste domingo, em Myanmar. O partido dos ex-generais, no poder – o USDP, Partido da União, da Solidariedade e do Desenvolvimento -, já admitiu a derrota.

Cerca de 80% dos 30 milhões de eleitores foram votar. A Liga para a Democracia (LND), da Prémio Nobel da Paz, reivindica mais de 70% dos assentos parlamentares, através do país. Na região centro, a mais populosa, já ganhou 80% dos votos.

Tendo em conta que 25% dos assentos parlamentares estão reservados a militares não eleitos, o Partido de Aung San Suu Kyi precisa de dois terços dos votos para ter maioria nas duas câmaras.

Se, como tudo indica, a alcançar, o LND escolherá o próximo presidente – que não será a Prémio Nobel da Paz, já que tem filhos estrangeiros, o que é proibido pela constituição herdada da junta militar.

Em 1990, as últimas eleições livres, na antiga Birmânia, o partido de Aung San Suu Kyi também tinha ganho. Mas a junta militar não reconheceu o resultado eleitoral.

Desta vez, os herdeiros do regime prometem respeitar o resultado saído das urnas.