Refugiados dividem governo alemão

Refugiados dividem governo alemão
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O problema dos refugiados divide a “grande coligação” de conservadores e sociais-democratas que sustentam o governo de Angela Merkel. O ministro

PUBLICIDADE

O problema dos refugiados divide a “grande coligação” de conservadores e sociais-democratas que sustentam o governo de Angela Merkel.

O ministro alemão do Interior, Thomas de Maiziére, apelou de novo esta quarta-feira à restrição no direito ao reagrupamento familiar para os refugiados, nomeadamente sírios.

Diante dos seus colegas no Bundestag declarou: “Ninguém sabe quantas pessoas virão da Síria com as suas famíias e não se esperava a vaga que vimos em 2014. Face a este aumento tem de haver ajustes”.

Os sírios, para quem a Alemanha se mostrou particularmente generosa abrindo-lhes as portas, obtêm geralmente uma autorização de permanência de três anos, associada ao direito de entrada dos restantes familiares.

Desde o princípio do ano, mais que 240.000 sírios entraram no país entre qual mais de 88.000 só outubro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

AfD rejeita acusações de propaganda pró-russa a troco de dinheiro

Robert Habeck, vice-chanceler da Alemanha: A Europa deve afirmar-se e ser capaz de defender-se

Chanceler alemão Olaf Scholz tornou-se um grande problema para a Ucrânia