Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Luta antiterrorista une líderes mundiais

Luta antiterrorista une líderes mundiais
Tamanho do texto Aa Aa

Ao segundo e último dia da cimeira do G20 em Antalya, na Turquia, foi a vez do anfitrião Recep Tayyip Erdoğan tomar a palavra.

A proteção da integridade territorial da Síria, a eliminação dos elementos terroristas e o restauro de uma estrutura pluralista, legítima e democrática são os principais objetivos do processo. Assad, que massacrou o seu próprio povo, não tem lugar no futuro da Síria.

Se o terrorismo continua a ser o grande tema do encontro, ainda na ressaca dos atentados de paris, Erdogan pegou na deixa para falar sobre o futuro da Síria e atacar a posição de países como a Rússia, que mantêm uma ajuda ao regime de Bashar el-Assad.

Para o presidente turco, o futuro da Síria não pode passar nem pelo grupo Estado Islâmico nem por Assad: “Falámos sobre responsabilidades conjuntas contra o terrorismo e as atrocidades do Daesh, que nada têm a ver com o Islão. A proteção da integridade territorial da Síria, a eliminação dos elementos terroristas e o restauro de uma estrutura pluralista, legítima e democrática são os principais objetivos do processo. Assad, que massacrou o seu próprio povo, não tem lugar no futuro da Síria”, disse Erdoğan.

O correspondente da euronews na Turquia, Bora Bayraktar, a acompanhar o encontro, conclui:” A cimeira terminou e, pela primeira vez desde os ataques de Paris, os líderes concordaram num conjunto de princípios para combater o terrorismo. Os olhos estão agora postos em como vão esses princípios ser implementados”.