This content is not available in your region

Cisjordânia: Mais ataques de "lobos solitários" a dois dias da visita de John Kerry

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AFP, APTN, REUTERS
euronews_icons_loading
Cisjordânia: Mais ataques de "lobos solitários" a dois dias da visita de John Kerry

Os ataques de “lobos solitários” palestinianos prosseguem nos territórios ocupados da Cisjordânia, dois dias antes de uma visita do secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Este domingo, há notícia de pelo menos três ataques, todos na Cisjordânia, e que resultaram na morte dos três agressores e de uma israelita, que não resistiu aos ferimentos provocados por uma arma branca.

Desde o inicio de outubro, a violência já fez cerca de uma centena de mortos, na maioria palestinianos que atacaram israelitas à facada.

O primeiro-ministro de Israel já reagiu, afirmando que os agressores agiram por iniciativa própria e que os ataques não foram “cometidos por organizações”. Após a reunião semanal do governo, Benjamin Netanyahu referiu também que, nas zonas de Hebron e de Jerusalém, estão a ser feitas detenções, rusgas, controlos rodoviários e que mais militares foram mobilizados para garantir a segurança.

Precisamente para exigir mais segurança nos colonatos, manifestantes desceram às ruas de Jerusalém empunhado fotos de israelitas mortos em ataques nos últimos meses.

Em Telavive, centenas de pessoas juntaram-se sábado numa cerimónia em honra de um jovem norte-americano que foi morto num tiroteio na Cisjordânia. O corpo do seminarista foi de seguida trasladado para a sua terra natal, no Massachusetts.