EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Missão na Síria "não será nem fácil nem curta" para Londres

Missão na Síria "não será nem fácil nem curta" para Londres
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Reino Unido afirma ter conduzido oito novos ataques contra posições do grupo Estado Islâmico na Síria, na sexta-feira e no sábado. As ações, que

PUBLICIDADE

O Reino Unido afirma ter conduzido oito novos ataques contra posições do grupo Estado Islâmico na Síria, na sexta-feira e no sábado.

As ações, que voltaram a visar os campos petrolíferos do grupo armado, no leste da Síria, ocorrem depois do parlamento ter aprovado, na quarta-feira, a intervenção da força aérea britânica ao lado da coligação militar internacional.

Os aparelhos, dois caças Tornado, dois Typhoons e dois Reapers não tripulados, descolaram da base de Akrotiri na ilha de Chipre.

Uma missão que não será curta nem simples, segundo o ministro da Defesa britânico, Michael Fallon, de visita à base aérea em Chipre.

“O petróleo é o combustível do terrorismo e a principal fonte de financiamento do grupo Estado Islâmico”, lembrou Fallon.

O Reino Unido reforçou a frota aérea na base militar depois de ter estendido as operações na região, do Iraque à Síria.

Os caças, armados com mísseis de precisão Paveway IV, efetuaram igualmente missões de reconhecimento para detetar novos alvos no leste do país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pelo menos três mortos, entre os quais duas crianças, na explosão de carro armadilhado na Síria

Duas crianças entre os seis mortos após bombardeamentos de Assad em Idlib

Síria: Confrontos em Deir Ezzor deixaram mais de 150 mortos e dezenas de feridos