EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Polémica: Donald Trump pode ser proibido de entrar no Reino Unido

Polémica: Donald Trump pode ser proibido de entrar no Reino Unido
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de 300.000 britânicos assinaram, já, uma petição, na internet que defende que o multimilionário norte-americano, Donald Trump, seja proibido de

PUBLICIDADE

Mais de 300.000 britânicos assinaram, já, uma petição, na internet que defende que o multimilionário norte-americano, Donald Trump, seja proibido de entrar no Reino Unido.

A petição surge depois do candidato na corrida à nomeação para a candidatura republicana à Casa Branca, ter proposto proibir qualquer muçulmano de entrar nos Estados Unidos da América.

Trump enfureceu os britânicos, também, quando, há uns dias, afirmou que em Londres existem zonas onde as comunidades muçulmanas estão tão radicalizadas que “os polícias temem pelas suas próprias vidas”.

O autarca de Londres, Boris Johnson, afirmou que até gostaria de convidar o norte-americano para conhecer a cidade mas afirma não querer “expor os londrinos a nenhum risco desnecessário de dar de caras com Donald Trump.”

Ao ultrapassar a fasquia das 100 mil assinaturas, estão reunidas as condições necessárias para que a petição possa ser discutida pelo Parlamento britânico.

Além de ter granjeado o repúdio por parte da comunidade internacional, as declarações de Donald Trump abriram uma brecha dentro do partido Republicano. Jeb Bush e o presidente dos conservadores na Câmara dos Representantes, Paul Ryan, fizeram questão de mostrar repúdio.

Donald Trump is unhinged. His “policy” proposals are not serious.

— Jeb Bush (@JebBush) December 7, 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Republicanos e democratas unidos nas críticas a Donald Trump

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"