A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Perú destrói quase uma centena de minas de ouro ilegais

Perú destrói quase uma centena de minas de ouro ilegais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades peruanas levam a cabo desde segunda-feira uma mega-operação contra a extração ilegal de ouro na região da selva amazónica.

Pelo menos 86 minas clandestinas foram destruídas, na zona de Madre de Dios, numa operação conjunta entre a polícia e o ministério do Ambiente.

As instalações são responsáveis pela destruição de mais de 50.000 hectares de floresta e pela contaminação de rios e terrenos.

Segundo o Coronel Cesar Sierra, um dos responsáveis da operação:

“Uma das maiores ameaças para o planeta é a destruição do meio ambiente e uma das atividades mais agressivas para o ambiente, para lá de ser ilegal, realiza-se neste tipo de instalações, pois utilizam mercúrio e outros químicos perigosos”.

A operação policial, que decorreu sem detenções, contrasta com a falta de condenações, no Perú, por casos de trabalho forçado e exploração sexual neste tipo de instalações, denunciados por várias organizações de defesa dos direitos humanos.

Uma residente de uma aldeia construída ao lado de uma mina clandestina afirma:

“O governo não nos dá trabalho e é por isso que temos que estar aqui a arriscar a vida, correndo o risco de ser mortos, violados ou queimados. Aqui não há qualquer justiça, mas é assim que tentamos lutar pela vida”.

O quinto maior exportador de ouro mundial tenta assim pôr fim a uma atividade que representa cerca de 8 toneladas anuais – 10% do total de ouro extraído do país – e que não pára de crescer desde o início do ano.