Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

PM Holandês: Europa tem 6 a 8 semanas para salvar Schengen

PM Holandês: Europa tem 6 a 8 semanas para salvar Schengen
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A crise migratória e a resposta europeia estiveram no centro dos debates no Fórum de Davos, durante a manhã desta quinta-feira. Num painel que reuniu os primeiros-ministros holandês, grego e francês, o futuro do espaço Schengen e da livre circulação na Europa esteve em cima da mesa.

Mark Rutte recordou que nas três primeiras semanas do ano, em pleno inverno, mais de 35 mil pessoas chegaram à Grécia vindas da Turquia. Com a chegada da primavera este número vai quadruplicar, sublinhou. Para o chefe do executivo holandês a UE tem 6 a 8 semanas para resolver um problema que se está a tornar insustentável.

Alexis Tsipras lembrou que Atenas deseja um mecanismo que ajude a realojar no resto da Europa os refugiados que chegam às ilhas gregas. E criticou os países da União que estão longe das fronteiras comuns e que são incapazes de se interessar pelo que se passa no Mediterrâneo.

Para Manuel Valls a questão migratória passa igualmente por solucionar os problemas do Norte de África, e da Líbia em particular, onde se assiste à implantação do autoproclamado Estado Islâmico.

A União Europeia está dividida sobre o dossier. A Comissão trabalha há vários meses numa revisão do sistema de Dublin que define qual o país responsável por examinar um pedido de asilo.