Última hora
This content is not available in your region

Apple: Analistas apontam para abrandamento das vendas

Apple: Analistas apontam para abrandamento das vendas
Tamanho do texto Aa Aa

As vendas da Apple quase estagnaram no final de 2015 e deverão recuar entre janeiro e março. É o que antecipam os investidores, antes da apresentação das contas esta terça-feira.

Segundo o gabinete de pesquisa FactSet StreetAccount, entre outubro e dezembro, a Apple terá vendido 75,5 milhões e iPhones, ou seja, um aumento de apenas 1,3% face ao período homólogo. A confirmar-se será o valor mais baixo de sempre.

O mesmo gabinete de pesquisa estima que a marca da maçã venda 54,6 milhões de telemóveis no primeiro trimestre de 2016. No mesmo período no ano passado vendeu 61,2 milhões de iPhones, o que representou um aumento anual de 40 por cento.

A Apple é afetada pelo abrandamento da economia chinesa, já que os consumidores restringem os gastos. Outros analistas evocam ainda que a marca é vítima do próprio sucesso.

Muitos consumidores compram versões mais antigas e baratas ou esperam pelo novo novo modelo. Há quem fale de um lançamento do iPhone 7 em abril.

Desde outubro, as ações Apple já perderam 10% do valor.