Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Petrolíferas anunciam maus resultados devido à queda do preço do petróleo

Petrolíferas anunciam maus resultados devido à queda do preço do petróleo
Tamanho do texto Aa Aa

A BP anunciou os piores resultados dos últimos vinte anos. A petrolífera britânica registou prejuízos de quase 6 mil milhões de euros em 2015 devido à queda dos preços do petróleo.

Podemos interrogar-nos sobre a gestão da empresa. Na maioria das vezes, o que está em causa é a capacidade de adaptação, a resiliência de uma empresa e a capacidade de encontrar outras fontes de rendimento, o que é difícil para as companhias petrolíferas, porque dependem dos preços das matérias-primas que são voláteis e imprevisíveis.

Em resposta à crise, a empresa reduziu os investimentos e dispensou milhares de trabalhadores. Para a BP, o grande desafio é repensar o futuro.

“Podemos interrogar-nos sobre a gestão da empresa. Na maioria das vezes, o que está em causa é a capacidade de adaptação, a resiliência de uma empresa e a capacidade de encontrar outras fontes de rendimento, o que é difícil para as companhias petrolíferas, porque dependem dos preços das matérias-primas que são voláteis e imprevisíveis. É esse o grande desafio para as companhias de petróleo e de gás”, disse Simon Smith, analista da Fxpro.

A BP não é a única empresa afetada pela descida do preço do petróleo nos mercados internacionais.

A petrolífera norte-americana Exxon anunciou os resultados trimestrais mais baixos dos últimos dez anos.

O preço do barril de Brent caiu cerca de 70% face ao último pico de 110 dólares registado em 2014.