Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Comissão da ONU pede contas a criminosos de guerra da Síria

Comissão da ONU pede contas a criminosos de guerra da Síria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na Síria, tanto as forças leais ao governo como os opositores, sejam moderados ou extremistas, estão a cometer crimes de guerra, com tortura e execuções extrajudiciais.

Aqueles que cometeram crimes de guerra e crimes contra a humanidade têm de prestar contas (...) Sempre que se ultrapassa a linha dos crimes de guerra e contra a humanidade não pode haver amnistias.

Nas prisões do regime, os presos de guerra incluem não só militares, como também civis, incluindo crianças. A conclusão está no relatório publicado agora pela Comissão Independente da ONU para os Crimes de Guerra na Síria.

“Aqueles que cometeram crimes de guerra e crimes contra a humanidade têm de prestar contas. Tal como o Alto Comissário para os Direitos Humanos realçou no dia um de fevereiro, no caso da Síria, temos o dever de lembrar que sempre que se ultrapassa a linha dos crimes de guerra e contra a humanidade não pode haver amnistias”, disse o diplomata brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, presidente desta comissão.

A comissão independente conta também com a antiga procuradora do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, Carla Del Ponte.