EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Aumenta a pressão sobre Bush

Aumenta a pressão sobre Bush
Direitos de autor 
De  Euronews com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A corrida pela nomeação republicana de Jeb Bush pode ter os dias contados. O antigo governador da Florida, filho e irmão de Presidentes dos Estados

PUBLICIDADE

A corrida pela nomeação republicana de Jeb Bush pode ter os dias contados.

O antigo governador da Florida, filho e irmão de Presidentes dos Estados Unidos não foi além do quatro lugar nas primárias do pequeno estado da Nova Inglaterra, New Hampshire.

Bush acredita que pode fazer melhor na Carolina do Sul e questiona os indecisos:

“Querem alguém como Hillary Clinton ou Donald Trump, que vão perseguir os objetivos à custa das pessoas que precisam de ajuda? Querem alguém que organiza a vida a dividir os outros? Querem alguém que sugere que os inimigos são os republicanos, pessoas que discordam deles? “

O irmão do ex-presidente George W. Bush pode estar longe do pódio republicano, mas para os apoiantes nada está perdido

“É fantástico. Penso vai obter um ótimo resultado no estado da Carolina do Sul” refere um apoiante de Bush. Já os analistas mostram-se mais cautelosos e defendem que Bush nunca acreditou que seria capaz de chegar tão como o pai e o irmão.

“Este homem está a passar por um período difícil e não está a demonstrar. O tempo está a contar e Bush não é o irmão, nem o pai e é muito difícil viver sob a dinastia Bush quando, na minha opinião, há falta de confiança” sustenta o analista Jon-Christopher Bua.

Euronews: “Na tentativa de chegar à Casa Branca, Jeb Bush mobilizou todos os recursos financeiros em New Hampshire. Mas o dinheiro não conseguiu mudar a prestação. O republicano pode ser agora ser pressionado pelos líderes partidários e doadores a por fim à campanha.”

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão

EUA: estudantes universitários são presos por protestos pró-palestinos

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"