Síria: forças curdas e aviação internacional repelem assalto do Estado Islâmico

Síria: forças curdas e aviação internacional repelem assalto do Estado Islâmico
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em contraste com o cessar-fogo que entrou em vigor este sábado na maior parte do território sírio, as forças curdas apoiadas pela aviação da

PUBLICIDADE

Em contraste com o cessar-fogo que entrou em vigor este sábado na maior parte do território sírio, as forças curdas apoiadas pela aviação da coligação internacional conseguiram repelir o assalto dos extremistas do Estado Islâmico contra a cidade de Tel Abyad, junto à fronteira com a Turquia.

O presidente norte-americano reiterou que a trégua não inclui as operações contra os “jihadistas”. Barack Obama frisou que “continua a ser uma luta difícil e a situação é incrivelmente complexa, tanto na Síria como no Iraque. Mas, graças ao trabalho de muitas nações, o fluxo de terroristas estrangeiros para a Síria parece estar a abrandar”.

Obama frisou também a importância dos bombardeamentos recentes contra as explorações petrolíferas controladas pelo Estado Islâmico, que constituem uma das principais fontes de rendimentos dos terroristas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Síria: primeiro dia de trégua globalmente respeitado

Bombardeamentos turcos contra milícias curdos faz pelo menos 20 mortos

Guerra na Ucrânia: Kiev derruba um A-50, Moscovo ataca Odessa