Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Estudo sugere ligação entre vírus Zika e microcefalia

Estudo sugere ligação entre vírus Zika e microcefalia
Tamanho do texto Aa Aa

Um estudo científico norte-americano publicado esta sexta-feira constituirá a primeira prova científica de uma ligação biológica entre o vírus Zika e a microcefalia.

Cientistas da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, afirmaram que testes em laboratório revelaram que o Zika ataca e destrói células cerebrais humanas em desenvolvimento.

Até ao momento, apesar de existirem fortes suspeitas, não tinha sido provada uma relação de causa-efeito entre o vírus e o grande número de casos de microcefalia registados nomeadamente no Brasil, um dos países sul-americanos com um dos mais importantes focos da epidemia.

Cautelosos, os cientistas explicam, no entanto, que o estudo “não prova definitivamente que o vírus Zika provoca microcefalia”.