EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Putin homenageia militares russos que combateram na Síria

Putin homenageia militares russos que combateram na Síria
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É um ponto quase final das operações russas em território sírio. Esta quinta-feira, Vladimir Putin prestou homenagem aos militares que combateram na

PUBLICIDADE

É um ponto quase final das operações russas em território sírio. Esta quinta-feira, Vladimir Putin prestou homenagem aos militares que combateram na Síria. O presidente russo deu especial atenção aos cinco que morreram durante os quase seis meses da operação russa ao lado do presidente Bashar al-Assad. Foram entregues medalhas aos que já regressaram e às viúvas dos que morreram.
Aliás, esta foi a primeira que o presidente russo reconheceu a existência um quinto morto.

Putin afirmou que “são perdas irreparáveis. É algo que nos toca pessoalmente. Foi por isso que me referi aos vossos maridos pelo primeiro nome e nome de família”.

Vladimir Putin disse ainda que vai fazer tudo o que for possível neste processo de paz. De qualquer forma, fez questão de lembrar que, se for necessário, em poucas horas pode regressar ao território sírio onde mantém bases militares e de defesa. Uma mensagem indireta ao governo de Ancara, com quem mantém uma relação tensa desde o início da operação. “Todos os parceiros estão avisados, todos sabem que o nosso sistema de defesa vai ser usado contra todos os alvos que forem considerados uma ameaça ao exército russo” garantiu Putin. E sublinhou: “qualquer alvo”.

Recorde-se que a comunidade internacional foi apanhada de surpresa na passada segunda-feira com o anúncio da retirada parcial da Rússia do Síria. A operação pode ter custado aos cofres de Moscovo cerca de 33 mil milhões de rublos, cerca de 430 milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia

Putin reconduz Mishustin no cargo de primeiro-ministro da Rússia