Mitsubishi admite "irregularidades" nos controlos de emissões poluentes

Mitsubishi admite "irregularidades" nos controlos de emissões poluentes
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As ações da Mitsubishi caíram 15% na bolsa de Tóquio, depois de o fabricante japonês ter admitido “irregularidades” nos controlos de emissões

PUBLICIDADE

As ações da Mitsubishi caíram 15% na bolsa de Tóquio, depois de o fabricante japonês ter admitido “irregularidades” nos controlos de emissões poluentes de pelo menos 625 mil veículos. O anúncio foi feito numa conferência de imprensa dada pelo presidente do construtor de automóveis, Tetsuro Aikawa: “Descobrimos que estavam a ser usados testes impróprios que mostravam um consumo de combustível melhor do que o real. Foi também descoberto que os métodos utilizados para testar a poupança de combustível não obedeciam aos regulamentos japoneses. Pedimos desculpas aos nossos clientes e acionistas por isto”.

Segundo o construtor de automóveis japonês, em causa estão também alguns veículos construídos para a Nissan.

O anúncio da Mitsubishi acontece numa altura em que há um controlo mais apertado sobre a indústria automóvel, depois do escândalo da Volkswagen, que admitiu ter manipulado os testes de emissões.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Japão assina mais de 50 acordos de cooperação com Ucrânia

Balanço do sismo no Japão sobe para 126 mortos

100 mortos e 200 desaparecidos no terramoto no Japão