A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bélgica presta homenagem às vítimas dos ataques de Bruxelas

Bélgica presta homenagem às vítimas dos ataques de Bruxelas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um mês após os atentados de Bruxelas, a Bélgica homenageou sexta-feira os 32 mortos dos ataques terroristas.

A Estação de Metro Maelbeek, onde um bombista suicida se fez explodir a 22 de Março, vai reabrir segunda-feira.

Foi aqui que começou a visita de trabalho dos membros da comissão parlamentar de inquérito criada em controvérsia total sobre o fracasso dos serviços de inteligência belgas após os ataques.

A equipa colocou uma coroa de flores, antes da reunião com funcionários do metro e membros dos serviços de emergência.

Esta comissão de inquérito deverá concluir os trabalhos até ao final do ano.

Milhares de policiais armados e soldados continuam a proteger locais sensíveis no país.

O inquérito revelou que os ataques de Bruxelas e Paris foram cometidos pela mesma célula, que foi capaz de criar vários esconderijos na Bélgica.

Abdeslam Salah, um suspeito-chave nos atentados em Paris e ligado aos autores de Bruxelas, foi preso em Molenbeek em 18 de março. Ele deverá em breve ser entregue à justiça francesa.