Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bayer oferece 55,2 mil milhões de euros pela Monsanto

Bayer oferece 55,2 mil milhões de euros pela Monsanto
Tamanho do texto Aa Aa

O grupo químico e farmacêutico alemão Bayer lança uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Monsanto. Para tal colocou na mesa 62 mil milhões de dólares, o equivalente a 55,2 mil milhões de euros, em dinheiro.

A oferta corresponde a 122 dólares (109 euros) por ação da Monsanto, o que corresponde a um prémio de 37% face à cotação da Monsanto.

Para financiar a operação, a Bayer vai aumentar o capital e emitir dívida.

Caso se confirme, será a maior aquisição de sempre de uma empresa alemã.

O objetivo é criar o maior produtor mundial de produtos químicos e sementes para agricultura, como defende o presidente executivo da Bayer, Werner Baumann: “É um grande dia para a Bayer. Damos um grande passo em frente na nossa divisão de agricultura. Juntos podemos garantir um aumento da produção mundial de comida, apesar das condições de cultivo e ambientais cada vez mais difíceis”.

Unidas, as duas empresas atingem vendas de mais de 23 mil milhões de euros.

A Bayer está confiante de que a empresa norte-americana de pesticidas e sementes vai reagir de forma positiva à oferta.

Mas alguns acionistas da Bayer contestam a OPA.

A Monsanto é criticada em várias partes do mundo pelas suas sementes geneticamente modificadas (OGM).

Com o anúncio da OPA, as ações Bayer caíram 3,6% e atingiram mínimos de dois e meio. Já os títulos do grupo norte-americano subiram 9,5 por cento.