Inundações em França fazem primeira vítima mortal

Inundações em França fazem primeira vítima mortal
De  Rodrigo Barbosa com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As chuvas torrenciais e inundações em França fizeram a primeira vítima mortal: o corpo de uma mulher de 86 anos foi encontrado, num pavilhão coberto pelas águas, na localidade de Souppes-sur-Loing, a

PUBLICIDADE

As chuvas torrenciais e inundações em França fizeram a primeira vítima mortal: o corpo de uma mulher de 86 anos foi encontrado, num pavilhão coberto pelas águas, na localidade de Souppes-sur-Loing, a uma centena de quilómetros a sul de Paris.

O rio Loing ultrapassou ontem, a meio do dia, os níveis excepcionais registados nas cheias de 1910 e, durante a noite, as águas continuavam a subir.

Um residente explica que decidiu “partir” face à subida das águas, enquanto outra diz que a situação provoca “uma grande angústia”.

O cenário repete-se num grande número de regiões de França, onde as chuvadas têm isolado localidades e provocado danos importantes. Em vários departamentos do país, os níveis de vigilância foram elevados para laranja e vermelho, o mais elevado.

A região de Loiret recebeu, em três dias, a precipitação equivalente a um mês e meio e o castelo de Chambord, que atrai um grande número de turistas, teve de fechar ao público depois de ser cercado pelas águas.

Na capital, Paris, a situação não é tão crítica, mas o nível do Sena também não pára de subir e os peritos estimam que, no fim-de-semana, o rio atinja um pico de 5,7 metros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Europa central debaixo de água

Agricultores franceses mantêm protestos apesar de novas medidas do governo

Praias de desembarque do Dia D podem ser consideradas Património Mundial da UNESCO