EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Richard Ford vence Prémio de Literatura Princesa das Astúrias 2016

Richard Ford vence Prémio de Literatura Princesa das Astúrias 2016
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Richard Ford, escritor norte-americano de 72 anos, é o vencedor do Prémio de Literatura Princesa das Astúrias.

PUBLICIDADE

Richard Ford, escritor norte-americano de 72 anos, é o vencedor do Prémio de Literatura Princesa das Astúrias.

Reunidos em Oviedo, os elementos do júri consideraram que “o cuidado com os detalhes nas descrições, o olhar sombrio e denso sobre a vida de seres anónimos e invisíveis, conjugam a desolação e a emoção dos seus relatos. Tudo isto converte Ford num narrador profundamente contemporâneo e, ao mesmo tempo, no grande cronista do mosaico de histórias cruzadas que é a sociedade norte-americana.”

Richard Ford, 2016 Princess of Asturias Award for Literature. #PrincessAsturiasAwards. pic.twitter.com/MghlIGlEg2

— Fundación Princesa (@fpa) 15 de junho de 2016

Richard Ford nasceu em Jackson, no estado do Mississípi em 1944 e é atualmente um dos mais notáveis escritores da literatura contemporânea.

Começou por estudar direito, mas o gosto pelas letras falou mais alto. Em 1970, terminava o mestrado em Escrita pela Universidade da Califórnia.

Escreveu para várias revistas, incluindo a Inside Sports. Revista de desporto que o influenciou na escrita de “O Jornalista Desportivo”, nomeado um dos cinco melhores livros do ano pela Time em 1986.

Entre as obras destacam-se: “Um pedaço do meu coração” (1976) e “Canadá” (2012).

Richard Ford é o único escritor distinguido com os prémios Pulitzer e Pen/Faulkner para uma mesma obra – “Dia da Independência” (1996).

Os vencedores dos 8 prémios receberão galardões, no valor de 50 mil euros e uma reprodução de uma escultura de Joan Miró. Serão entregues em outubro, no Teatro Campoamor, numa cerimónia presidida pelos reis de Espanha.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha recusou autorização para escala a navio que transportava armas para Israel

Vitória socialista nas eleições catalãs põe fim ao domínio pró-independência

Um arquiteto juntou-se a 17 famílias e nasceu a primeira cooperativa de habitação em Madrid