This content is not available in your region

Autárquicas italianas: Agora é que são elas

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira  com Reuters, ANSA
euronews_icons_loading
Autárquicas italianas: Agora é que são elas

Roma vai ter, pela primeira vez, uma mulher como presidente da Câmara. os resultados da segunda volta destas autárquicas parciais em Itália confirmaram o que já a primeira volta tinha deixado no ar: Vitórias do Movimento Cinco Estrelas (M5E), com Virginia Raggi em Roma e outra mulher, Chiara Appendino, em Turim.

O movimento antissistema liderado pelo comediante Bebbe Grillo é o grande vencedor destas eleições. Os perdedores são o Partido Democrático do Primeiro-Ministro Matteo Renzi e o centro-direita de Silvio Berlusconi.

Milão foi a única das quatro maiores cidades italianas a eleger um candidato dos partidos tradicionais: Giuseppe Sala garante que o centro-esquerda continua a cidade.

Já em Nápoles, o independente de esquerda Luigi De Magistris conseguiu a reeleição.

Nestas eleições, os italianos escolheram os presidentes de mais de mil municípios, incluindo das principais capitais de região e província.