China: familiares dos desaparecidos do voo MH370 protestam

China: familiares dos desaparecidos do voo MH370 protestam
De  Euronews com AP, Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em Pequim, cerca de 30 familiares de passageiros desaparecidos do voo MH370 das Linhas Aéreas da Malásia entregaram esta sexta-feira uma petição ao ministério dos negócios estrangeiros na qual protest

PUBLICIDADE

Em Pequim, cerca de 30 familiares de passageiros desaparecidos do voo MH370 das Linhas Aéreas da Malásia entregaram esta sexta-feira uma petição ao ministério dos negócios estrangeiros na qual protestam contra a decisão de suspender as buscas.

Na semana passada, autoridades chinesas, malaias e australianas anunciaram a decisão de suspender as buscas pelo aparelho Boeing que desapareceu no oceano índico em março de 2014 com 239 pessoas a bordo.

Num encontro de nível ministerial, as autoridades anunciaram que as buscas seriam suspensas uma vez terminadas as operações na área em que se acredita que o aparelho se despenhou.

Desde o desaparecimento do aparelho que foram gastos mais de 120 milhões de euros em buscas numa área que compreende cerca de 120 mil quilómetros quadrados e situada a oeste da Austrália.

Vários pedaços da fuselagem e outros objetos foram localizados em África, nomeadamente na Ilha da Reunião, Moçambique e África do Sul.

Os restos do aparelho permanecem por localizar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aberta a guerra da informação sobre abate de avião militar russo

Regras de segurança apertadas salvaram passageiros do avião que se incendiou em Tóquio

Cinco tripulantes de avião da Guarda Costeira japonesa mortos na colisão com avião comercial