EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Portugal: Incêndios não dão tréguas aos bombeiros

Portugal: Incêndios não dão tréguas aos bombeiros
Direitos de autor 
De  Patricia Cardoso com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Após uma noite muito difícil, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) conta com a diminuição do vento e os meios aéreos de Marrocos, de Espanha e de Itália para ajudar no combate aos incêndios

PUBLICIDADE

Após uma noite muito difícil, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) conta com a diminuição do vento e os meios aéreos de Marrocos, de Espanha e de Itália para ajudar no combate aos incêndios que lavram no centro e norte do país.

Esta quinta-feira de manhã havia 12 fogos que preocupavam as autoridades, devido à dimensão, nos distritos de Viana do Castelo, Aveiro, Viseu, Braga e Vila Real.

Incêndios em #Portugal Continental e Ilha da #Madeira vistos do espaço#PrayForPortugal#Incêndios#PaísEmChamaspic.twitter.com/JJi3hfeRPq

— Ana Graça (@AnaRCGr) 10 de agosto de 2016

Os incêndios de Arouca, Águeda e Anadia chegaram a ameaçar habitações. A linha da Beira Alta foi cortada, assim como as autoestradas 25 e 29 e várias estradas nacionais da região.

#Fogo#Incêndios#Luso#Anadia#PortugaldeNorteaSul#Portugalpic.twitter.com/ZS5V4nwKLa

— Miguel Freitas (@MiguelFreitas) 10 de agosto de 2016

Em Ferreira do Zêzere, no distrito de Santarém, registou-se um morto. É a quarta vítima mortal dos incêndios.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil contabilizava, ao final da manhã, mais de uma centena de fogos ativos no continente e mais de 3600 bombeiros no terreno.

Consulte aqui a página internet da ANPC para obter as mais recentes informações.

Portugal ativou o Mecanismo Europeu de Proteção civil. Marrocos disponibilizou dois aviões Canadair. Itália envia um e Espanha outros dois.

Na Madeira, os bombeiros continuam a combater as chamas na Calheta e na zona do Funchal estão a recorrer a máquinas retroescavadoras para evitar a propagação do fogo a outras encostas.

O presidente Marcelo Rebelo de Sousa visitou as zona afetadas da ilha e tentou deixar uma mensagem de coragem e incentivo.

O primeiro-ministro, António Costa é esperado hoje e deverá falar de apoios com os membros do governo regional.

Na Madeira, registaram-se pelo menos três mortos e cerca de mil desalojados. Os danos materiais ainda não foram contabilizados, mas as informações preliminares falam de pelo menos 150 casas destruídas, assim como um hotel.

Cristiano Ronaldo já falou com o governo regional e propôs ajuda financeira à terra natal.

#PrayForPortugal Equipa olímpica solidária com vítimas de #incêndios em #Portugalhttps://t.co/SsurSrejJ2

— João Miguel Ribeiro (@JoaoMLDRibeiro) 11 de agosto de 2016

NASA. worldview.earthdata.nasa.gov

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Portugal: Bombeiros continuam a lutar contra as chamas em demasiadas frentes

Liga dos Bombeiros Portugueses culpabiliza poder político pelos incêndios

Novo incêndio em Portugal cortou autoestrada para o Algarve