EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Manbij está livre do Daesh: milhares de civis voltam a casa na Síria que resta

Manbij está livre do Daesh: milhares de civis voltam a casa na Síria que resta
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manbij foi libertada do controlo do Daesh pelas Forças Democráticas Sírias (SDF) e milhares de civis celebraram a vitória ao fim de mais de dois meses de ofensiva das forças sírias, apoiadas pelos Est

PUBLICIDADE

Manbij foi libertada do controlo do Daesh pelas Forças Democráticas Sírias (SDF) e milhares de civis celebraram a vitória ao fim de mais de dois meses de ofensiva das forças sírias, apoiadas pelos Estados Unidos.

Celebrations all night in Efrîn region for the SDF victory in #Manbij. They await the rest of Rojava. pic.twitter.com/0Owf8DsBDU

— Dr Partizan (@DrPartizan_) August 12, 2016

Antes da derrota, cerca de 2000 civis aprisionados na cidade haviam sido libertados e tantos outros levados pelos jihadistas na fuga para Jarabulus, sob domínio do Daesh, conseguiram escapar quando aí chegaram, segundo fontes locais, que reportam ainda o estado de choque de muitos dos civis que agora celebram a libertação da cidade do domínio do Daesh, onde havia entrado há dois anos.

Uma mulher grita na rua para os elementos das SDF: “ Deus os abençoe! Vocês são os nossos filhos, os nossos heróis, o sangue dos nossos corações, são os nossos olhos. Vão-se embora, Daesh, não queremos saber dos vossos snipers!”

Freedom….and a long good drag with love from a fully liberated #Manbij. #Isis fully driven out. pic.twitter.com/t95aI1GNXm

— Hala Jaber (@HalaJaber) August 12, 2016

As forças americanas crêem que a retoma de Manbij abre caminho ao esmagamento dos jihadistas em Raqqa.
As Forças Democráticas Sírias são predominantemente curdas e asseguram agora a desminagem e a segurança de Manbij e das estradas, como diz Abdul Rahman Jomaa Al-Salem, combatente das SDF: “Nós limpámos Manbij dos mercenários do Daesh e agora estamos a tirar as minas que ficaram nas casas e nas ruas e as pessoas podem regressar.”

The very latest #Manbij map, #IS completely fled the city with a shield of civilian hostages pic.twitter.com/bHU52vUc50

— Syria Today (@todayinsyria) August 12, 2016

A perda de Manbij por parte do Daesh impossibilita o uso estratégico das estradas de acesso a Alepo e à fronteira turca para mobilidade de combatentes, provisões e armas.

Funeral for Kurdish fighters martyred in battle to liberate #Manbij. I tweeted photo of one of the fighters before. pic.twitter.com/1hnztaG7dd

— Dr Partizan (@DrPartizan_) August 13, 2016

Este é o maior avanço da operação conjunta das forças especiais americanas com as sírias desde que a campanha contra o Estado Islâmico se lançou há dois anos. A ofensiva conjunta para Manbij começou no final de maio.

Em Idlib, no noroeste da Síria, pelo menos 22 civis morreram em ataques aéreos da aviação do governo de al-Assad e russa, diz o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que dá conta ainda da morte de pelo menos 51 civis em Alepo em ataques similares. Segundo fontes locais, os ataques atingiram maioritariamente alvos civis.

A guerra na Síria vem de 2011, quando repressão de manifestações pró-democráticas causaram um mal estar interno latente, mas tornou-se complexa com a intervenção de países estrangeiros e o crescimento da força do Daesh. Já fez mais de 290 mil mortos e tornou milhões de pessoas em refugiados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar