Coreia do Norte: ONU condena novo ensaio nuclear

Coreia do Norte: ONU condena novo ensaio nuclear
De  Miguel Roque Dias com REUTERS; AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas condenou, na sexta-feira, “firmemente” o quinto ensaio nuclear da Coreia do Norte e decidiu preparar uma nova resolução com sanções económicas

PUBLICIDADE

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas condenou, na sexta-feira, “firmemente” o quinto ensaio nuclear da Coreia do Norte e decidiu preparar uma nova resolução com sanções económicas a Pyongyang.

A declaração foi unânime e apoiada pelos 15 membros, onde se inclui a China, tradicional aliada da Coreia do Norte.

Read #UNSC's Press Statement on the #NuclearTest conducted by #DPRK here. NZPrez pic.twitter.com/O1thU3QkuC

— NZ Mission to the UN (@NZUN) September 9, 2016

A embaixadora dos Estados Unidos da América na ONU considerou que este “é mais do que um desafio desavergonhado. A Coreia do Norte está a tentar aperfeiçoar as suas armas nucleares e os seus veículos de envio de modo a que possa manter a região e o mundo reféns de uma ameaça de ataque nuclear.

Samantha Power disse, ainda, que “o Conselho deve usar todas as ferramentas à sua disposição para mudar os cálculos da Coreia do Norte.”

A declaração do Conselho de Segurança das Nações Unidas surge depois de a Coreia do Norte ter confirmado o êxito do quinto ensaio nuclear, num programa informativo da televisão estatal.

O país tem vindo a realizar, nos últimos meses, testes de mísseis balísticos, ignorando as pressões do Ocidente.

Em março, o Conselho de Segurança da ONU adotou, já, as mais fortes sanções alguma vez impostas à Coreia do Norte, em resposta ao ensaio nuclear de janeiro.

North Korea's fifth nuclear test prompts U.S. to call for more sanctions: https://t.co/m2jNT9s5AIpic.twitter.com/WSLKWztjxG

— Reuters Top News (@Reuters) September 9, 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA: Nuclear norte-coreano pode torpedear campanha eleitoral

Coreia do Norte: Novo teste nuclear preocupa ocidente

SIDA pode deixar de ser ameaça à saúde pública em 2030, diz ONU