A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

África do Sul: Estudantes em protesto contra aumento das propinas

África do Sul: Estudantes em protesto contra aumento das propinas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na África do Sul, os estudantes saíram à rua para protestar contra o aumento das propinas. Na Universidade de Wits, em Joanesburgo, a marcha estudantil tornou-se violenta.

Um tribunal proibiu os protestos no campus e a polícia decidiu intervir. Pelo menos duas pessoas foram presas nos conflitos.

Alguns manifestantes atacaram os veículos da polícia com pedras e as autoridades responderam com balas de borracha e gás lacrimogéneo, para dispersar a multidão.

Mais de 20 anos após o fim do apartheid, na África do Sul, este aumento das propinas dificulta a entrada de muitos estudantes negros, mais desfavorecidos, no ensino superior.