Turquia e Rússia selam reconciliação com o Turkstream

Turquia e Rússia selam reconciliação com o Turkstream
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Turquia e a Rússia selaram a reconciliação com a assinatura de um grande projeto de construção de um gasoduto – o Turkstream.

PUBLICIDADE

A Turquia e a Rússia selaram a reconciliação com a assinatura de um grande projeto de construção de um gasoduto – o Turkstream.

O acordo foi assinado durante uma cerimónia entre os dois presidentes – o russo Vladimir Putin e o turco Recep Tayyip Erdogan – em Istambul.

Orçado em mais de 9 mil milhões de euros, o Turkstream vai permitir o fornecimento de gás russo à Europa.

Determinados a virar a página, Rússia e Turquia pretendem reforçar as trocas comerciais até 90 mil milhões de euros por ano.

Um espinho continua a ser o conflito militar na Síria, onde as duas nações não partilham as mesmas ideias.

“Falámos sobre as operações militares na Síria e discutimos o que pode ser feito em relação à nossa cooperação, especialmente para as pessoas em Alepo, que tipo de cooperação e estratégia devemos aplicar para levar a paz para aquela região”, declarou Erdogan.

“Temos a posição comum de fazer tudo para fornecer ajuda humanitária a Alepo. A questão tem a ver com a segurança para a entrega desta ajuda para evitar provocações com o bombardeamento de colunas humanitárias”, explicou Putin.

Ancara e Moscovo ficaram de costas voltadas quando em novembro de 2015 a Turquia abateu um caça russo na fronteira com a Síria. Seguiram-se sanções de Moscovo e azedume diplomático.

Today’s #Russia#Turkey#TurkStream submerged gas pipeline deal augurs well for trade tourism defense & military deals pic.twitter.com/UgNpxN9PRx

— Greig Markham (@BearGardenMan) 10 de outubro de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Petróleo: Rússia está pronta a limitar produção

A relação de "amor-ódio" da Rússia e da Turquia

Diplomatas estrangeiros na Rússia prestam homenagem às vítimas do Crocus City Hall