EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Talibã rejeitam autoria de atentado contra duas mesquitas em Cabul

Talibã rejeitam autoria de atentado contra duas mesquitas em Cabul
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os Talibã afegãos rejeitam qualquer responsabilidade no duplo atentado que visou ontem duas mesquitas xiitas em Cabul.

PUBLICIDADE

Os Talibã afegãos rejeitam qualquer responsabilidade no duplo atentado que visou ontem duas mesquitas xiitas em Cabul.

Pelo menos 16 pessoas morreram e 54 ficaram feridas depois de dois homens com metralhadoras e explosivos terem assaltado os templos de Karte Sakhi e Karte Char.

As ações, que não foram reivindicadas, obrigaram a polícia a reforçar a segurança durante as festas religiosas da Achoura, assinaladas pela comunidade xiita.

O porta-voz do movimento dos Talibã afegãos, Zabihullah Mujahid, rejeitou qualquer implicação do grupo armado no atentado – “Nós estamos profundamente chocados com este ataque contra civis”, afirmou na sua conta na rede social Twitter.

Uma sobrevivente do atentado relata, “um homem vestido com um uniforme militar abriu fogo sobre as pessoas, toda a gente começou a correr e eu não consegui fugir. Ele ficou sem munições e enquanto carregava a arma eu supliquei-lhe para que não me matasse a mim e ao meu filho de seis meses”.

O número total de vítimas é ainda desconhecido quando as autoridades afegãs evocam “um crime contra a humanidade”.

A minoria hazara, xiita, do Afeganistão tinha sido já alvo de um atentado em Julho, depois de dois bombistas suicidas terem morto 84 pessoas durante um ataque contra uma manifestação pacífica em Cabul.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Três turistas espanhóis mortos a tiro no Afeganistão

Líder do Malawi pede investigação independente à morte do vice-presidente em acidente de aviação

Em apenas uma semana, três turistas desaparecidos nas ilhas gregas foram encontrados mortos