Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Hariri apoia Aoun e abre caminho ao fim da crise política no Líbano

Hariri apoia Aoun e abre caminho ao fim da crise política no Líbano
Tamanho do texto Aa Aa

Está aberto o caminho para o fim de dois anos de instabilidade política no Líbano. O antigo primeiro-ministro sunita Saad Hariri anunciou, esta quinta-feira, a decisão de apoiar a candidatura do general Michel Aoun à presidência da República.

Uma decisão tomada “para preservar o sistema político, reforçar o Estado, relançar a economia”, conseguir “um distanciamento da crise síria” mas não só.

“Através do diálogo chegámos a um acordo para reavivar o Estado, as instituições, os serviços básicos, as oportunidades de emprego, para dar aos libaneses, mulheres e homens, a oportunidade de terem uma vida normal”, afirmou, em conferência de imprensa, Hariri.

O general, de 81 anos, deverá ser eleito durante a 46.ª reunião do parlamento, organizada para eleger um presidente. Até agora, a votação não aconteceu devido ao boicote da maioria dos deputados, nomeadamente os favoráveis a Michel Aoun e dos seus aliados xiitas do Hezbollah.

O Líbano não tem presidente desde 2014 e tem sofrido com a guerra na vizinha Síria.