EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Lituânia: União dos Camponeses e Verdes consegue vitória surpreendente nas legislativas

Lituânia: União dos Camponeses e Verdes consegue vitória surpreendente nas legislativas
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A União dos Camponeses e Verdes (LGPU), que tinha apenas um lugar no parlamento cessante da Lituânia, alcançou, este domingo, uma surpreendente a vitória na segunda volta das legislativas, à frente do

PUBLICIDADE

A União dos Camponeses e Verdes (LGPU), que tinha apenas um lugar no parlamento cessante da Lituânia, alcançou, este domingo, uma surpreendente a vitória na segunda volta das legislativas, à frente dos conservadores e dos sociais-democratas no poder, anunciou a comissão eleitoral.

A União dos Camponeses e Verdes, que conseguiu a maior vitória de um único partido em 20 anos, já afirmou que vai iniciar negociações com conservadores e sociais-democratas para a formação de um governo de coligação.

Parliamentary elections kick off in Lithuania – Xinhua https://t.co/6kKaW8pkp5pic.twitter.com/j4uk1Zqes3

— Lithuania (@LithuaniaRR) October 9, 2016

A União dos Camponeses e Verdes, de centro-direita, poderá ficar com 56 dos 141 lugares de deputados no parlamento, à frente da União da Pátria-Cristãos Democratas, com 30 lugares, e os sociais-democratas do primeiro-ministro, Algirdas Butkevicius, com 17 deputados, de acordo com Elena Masvenaite, da comissão eleitoral, que falava após a contagem da quase totalidade dos boletins de voto.

O resultado pode significar que, pela primeira vez em 15 anos, o próximo primeiro-ministro da Lituânia venha de um partido que não os sociais-democratas, centro esquerda, ou da União da Pátria-Cristãos Democratas, centro-direita.

“Assumimos a nossa responsabilidade na condução do Estado”, declarou à televisão lituana Saulius Skvernelis, o candidato da LGPU ao cargo de primeiro-ministro.

“Será formado um Governo racional”, assegurou o antigo chefe da polícia nacional, muito popular graças à sua luta sem tréguas contra a corrupção.

Saulius Skvernelis, 46 anos, lançou-se na política há cerca de dois anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lituanos voltam às urnas para a segunda volta das eleições presidenciais

Serviços secretos da Lituânia: "Rússia prepara-se para um confronto a longo prazo com a NATO"

Partido que libertou a África do Sul do "apartheid" perdeu as eleições gerais 30 anos depois